Porque a Uber e os Taxistas brigaram

Uber Vs Taxi: briga judicial e legislativa entre gigantes

 

Matéria do Globo:

Confusão no trânsito. Tudo por causa de um aplicativo para celular. Através dele, você pode chamar um carro, como um táxi. Com um motorista, parecido com um táxi. Só que não é um táxi. Os taxistas de verdade estão reclamando há muito tempo dizendo que é concorrência desleal, que o serviço é ilegal. Fizeram vários protestos e o maior deles foi nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro. O clima está tenso e tem gente querendo partir para a briga.

Leia a reportagem na íntegra no site: http://glo.bo/1Shzosh

De onde vem a força da Uber

A Uber é uma empresa que vale centenas de milhões de dólares e que busca atuação global.  Como o serviço oferecido é de tecnologia, conectando passageiros e motoristas, ela não incide em uma série de impostos e não depende da contratação de motoristas no regime CLT. Ao contrário dos taxistas, seus motoristas não precisam de nenhuma permissão governamental, além da habilitação para transporte de passageiros. Desta forma, a Uber consegue atuar junto ao mesmo público dos taxistas, oferecendo ainda preços mais competitivos, além de crescer sua frota de motoristas parceiros exponencialmente.

Outra análise que fazemos, é que a Uber se valoriza conforme aumenta sua cobertura e seu domínio do mercado. Nesta fase e com esse foco, faz sentido para este tipo de negócio trabalhar com margens de lucros mais baixas, pensando valorizações de médio e longo prazo.

 

De onde vem a força dos taxistas

São XXX taxistas no Brasil. Além da força individual, proveniente do voto, os taxistas contam com a força coletiva sindicalizada, além de grandes interesses.

No Brasil, mais de XXX pessoas dirigem taxis, o que representa mais de XXX votos. Vereadores e deputados vislumbram este alto potencial eleitoral para se elegerem e reelegerem. Esta força sobre o setor público também se refletiu, ao longo do tempo, no fortalecimento dos seus sindicatos que ficaram cada vez mais influentes e com alto poder de mobilização da sua base.

Além de toda força acima mencionada – que vale frisar, é legítima – , há também uma possível força obscura. Apesar das permissões serem individuais e não poderem ser comercializadas, é comum, em alguns pontos do Brasil, nos depararmos com anúncios de detentores de mais de uma permissão, que as alugam, compram e vendem. Teríamos algum tipo de máfia dentro do sistema? Se sim, qual seria seu tamanho e influência?

A Uber vai acabar?

Tudo indica que a Uber não vai acabar. Se, por um lado, a força dos taxistas é grande, por outro, o uso de aplicativos de transporte já caiu nas graças e faz parte do cotidiano do brasileiro. O apelo popular de quem não quer regredir para serviços mais caros e menos eficientes é, sem dúvidas, o fator definitivo. Afinal, tanto o taxi, quanto os apps de transporte urbano são redundantemente dependentes da sua finalidade: servir a população.

 

Clique aqui e obtenha seu código de desconto Uber!

Clique aqui e obtenha seu código de desconto Cabify!